2017, a Energia do UM que Corajosamente Nos Aguarda

A entrada de um novo ano sempre nos remete às expectativas do que surgirá ao longo dos meses subsequentes. E por mais que as pessoas digam que “nada muda”, que simplesmente é ‘mais uma noite’, nesse momento sentimos as esperanças renovadas de uma forma absolutamente coletiva, e exatamente isso é que faz toda a diferença. Dependendo de como vamos experienciar a ‘magia da virada’, muito dessa energia vai impregnar sim a qualidade dos dias que virão.

Todos os anos temos a sensação de que uma enormidade de situações nos acontecem, frequentemente de maneiras muito intensas, surgindo o sentimento de que não vamos conseguir dar conta. Mas por mais inacreditável que possa parecer damos conta sim. E vamos percebendo que nossa capacidade de superação de obstáculos e crescimento através dos desafios que surgem, ‘se alarga e se estica’ como se nossos corpos e espíritos pudessem atingir horizontes infinitos. E podem com certeza, basta olharmos ‘em retrospectiva’ e vermos o quanto conseguimos conduzir adequadamente nossas escolhas.

O ano de 2016 foi para mim extremamente especial. De uma forma ou de outra todos os anos são especiais em seu próprio jeito de ser, mas o ano que está por se encerrar foi particularmente bastante marcante pelas diversas situações novas altamente inesperadas que surgiram tanto em relação ao meu trabalho quanto à minha espiritualidade.  Um ano muito desafiador por tudo que tive que conduzir e me responsabilizar. E houveram momentos que acreditei que os desafios estariam acima de minhas capacidades, mas claramente as coisas surgem quando já estamos preparados para tal, e me sinto vitoriosa diante de tudo o que pude concretizar. E sendo mais uma vez repetitiva, pois não consigo ver de outra forma, o Sagrado sempre ali disposto e presente a cada passo do caminho.

Embora muitas pessoas possam se surpreender com o que vou mencionar, já fui muito ansiosa sim, desejosa de ter a vida sob o meu controle absoluto. Mas ela, tal qual luz fugidia, sempre se mostrou completamente indomável frente aos meus caprichos e imprevisível diante de minhas vontades. Todavia embora incapaz de adquirir o total domínio sobre os fatos que surgem, fui cada vez mais percebendo com enorme clareza que nosso poder de livre arbítrio reside exatamente na forma como iremos reagir diante do fluxo dos acontecimentos. Vamos nos colocar como vítimas indefesas de nosso próprio destino, ou seremos mais uma vez guerreiros confiantes na vitória mais do que certa daqueles que nunca desistem? Vamos nos lamentar e maldizer a vida porque não nos deu o que queríamos, ou agradecer e honrar as dádivas escondidas na não saciedade dos desejos insatisfeitos? Vamos terceirizar nossas responsabilidades para outros que não nós mesmos, ou iremos corajosamente assumir as rédeas de nossa existência como se não houvesse um novo amanhã? Francamente acredito que todos aqueles que estão lendo meu texto já sabem a resposta muito bem, e podem, com toda a certeza se é que já não o fazem, exercitarem o poder da “melhor escolha” para si próprios.

Que no Ano Novo que se inicia tenhamos condições de concretizar as promessas feitas, de concluir os projetos iniciados, de materializar sonhos embrionários, de realizar o bem maior em nossas vidas, de abrir a cada dia novas possibilidades, de alcançar o clímax e os cumes de nossa existência. Mais do que nunca é nisso que acredito. Mais do que nunca esse é o meu mantra e crença infinita e definitiva. E para isso podemos contar com a energia do ano de 2017 que se faz UM. O início de novas jornadas, o começo de novos caminhos, a unidade, o todo, o indivisível. Enquanto Arcano Um do Tarot, que sejamos os Magos Criadores de nossas realidades. Que 2017 venha em toda a sua potência criativa e criadora, e que ao final dessa caminhada estejamos prontos, mais uma vez, a celebrar o sucesso por nós alcançado!

2 Responses so far.

  1. Lindo texto…minha querida mestra….saudades
    Fátima Gouvea

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *