CRISES SÃO INEVITÁVEIS, O CRESCIMENTO UMA ESCOLHA DESEJÁVEL

criseOlho em retrospectiva para a minha vida (e já são quase 53 anos, nem eu mesma acredito!), e me surpreendo com a quantidade de crises vivenciadas em tantos momentos de minha existência. São crises para todos os gostos, jeitos e formatos, que vão desde as crises emocionais, pessoais e familiares, passando por alguns impactos financeiros e materiais, chegando às mais que desafiadoras crises espirituais. Sim, tive todas elas aos borbotões em diversas fases de minha vida. Afinal de contas como costumo dizer, até que me provem em contrário, faço parte desse planeta e dessa Humanidade. Não posso deixar de comentar, por mais estranho que possa parecer para muitas pessoas (Como? A Monica?), mas tive também meu quinhão de crises de fé, que surgiram para desafiar minhas crenças no quanto já teria evoluído o suficiente nessa minha presente encarnação. No meio do caos de tantas emoções desencontradas que me traziam a sensação de um beco sem saída, foi sempre essa ‘dobradinha mágica’, o exercício da espiritualidade e do autoconhecimento (diariamente falando!), que me fez seguir sempre adiante renascendo a cada dia.

As crises podem afetar os indivíduos de forma muito pessoal ou podem atingir comunidades e instituições num sentido mais amplo. Elas são tão temidas pelo simples fato de que podemos ter uma ideia de como começam, mas jamais poderemos prever quando e em que condições terminam. Por mais que desejemos acreditar, não temos o poder de controlar nosso destino e nosso futuro de uma forma absoluta. Isso na verdade é mais irreal do que a existência de folhas azuis no mundo vegetal. E é exatamente aí que reside muito de nossa angústia, por não termos a menor noção do que a Vida está fazendo com nossas vidas. O termo crise trás a qualidade de uma mudança brusca, súbita, totalmente inesperada, difícil, grave e não previsível em nossa existência. Sua etimologia enquanto palavra grega significa ruptura, crítica e critério e sendo assim ela se apresenta enquanto um fato ou circunstância que produz uma pausa ou hiato em nossa linha de espaço-tempo, traduzindo um ‘antes e um depois’ que nos transforma para todo o sempre. Nunca mais seremos iguais ao que já fomos. Nunca mais mesmo. Mas naquele exato momento não temos ainda muito claro em que nos transformamos. Isso somente o Tempo dirá, e é exatamente aí que reside nossa inquietação, quando não nos resta outra opção a não ser aceitarmos a transformação profunda que tão controversos acontecimentos trazem.

As crises podem ser de caráter físico, bastante concreto mesmo, mas sempre nos levam ao seu aspecto simbólico que necessita ser urgentemente trabalhado, se quisermos seguir nossas jornadas de uma forma mais estruturada. E digo isso porque quando elas surgem, inevitavelmente nosso mundo vira “de cabeça pra baixo”. E como o Enforcado da Carta XII no Tarot, vamos ter que encontrar o ‘sentido oculto’ de tudo isso. Embora desejemos ardentemente não vivenciarmos essas tão indesejáveis e indesejadas situações, elas são fenômenos que trazem embutidos em si mesmos bênçãos mais do que disfarçadas e sementes super férteis de novos tempos. Por esse motivo quando esses momentos surgem (e eles surgirão novamente, tenham a mais absoluta certeza disso!), lembrem-se de que a fé em nós mesmos e a certeza incondicional de novos horizontes é que serão nossa salvaguarda e nosso salvo conduto. O Louco à beira do abismo que se lança confiante e pleno, independentemente das incertezas presentes, chega a novas planícies auxiliando o Enforcado a sair de sua posição dependurada. O Sábio Eremita lá se encontra sentando em uma pedra também aguardando, assim como todos os outros personagens de nossa caminhada de Heróis, ansiosos para que uma nova história seja escrita da forma mais brilhante e luminosa possível. E se assim o permitirmos, teremos a condição de começar a entender, por mais complicado que isso possa parecer aos nossos olhos, que as crises mais do que ‘parceiras não convidadas’, são as aliadas mais que necessárias ao nosso crescimento.

4 Responses so far.

  1. Lindo texto minha amiga!
    Cada vez mais vejo as tais “crises” como um ensinamento em minha vida e cada vez mais as encaro desta maneira. Isso vem me facilitado passar por elas.
    Grato por esse texto!
    Beijos!

  2. Querida Mônica, quantas verdades expressas em tão sábias palavras. Realmente vejo está nossa jornada a nossa evolução e é impossível evoluirmos sem grandes experiências. Somos privilegiados por estarmos aqui.
    Bj grande no coração.

    • Aluisio querido, mais uma vez muito grata pelo seu carinho e reconhecimento daquilo que tento transmitir através de meus textos. Concordo plenamente com vc quando diz que somos privilegiados em estar aqui. Somente a experiência terrena pode nos levar a voos muito maiores no futuro. beijos!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *