HOMENS SÃO FOGO/TERRA, MULHERES SÃO ÁGUA/AR, UMA VISÃO ALQUÍMICA DA DIFERENÇA ENTRE OS SEXOS

deus sol e luaFrequentemente nos diversos atendimentos que realizo, é preciso abordar a questão ‘campeã’ das situações quotidianas humanas: as alegrias e dores dos relacionamentos. Por mais que trabalho, saúde e família sejam variáveis importantes na nossa equação do bem-viver, os relacionamentos amorosos estão sem dúvida alguma no topo da lista das preocupações da humanidade como um todo. Como encontrar o ‘meio mágico certo’ de se aparar as arestas e intensificar as emoções positivas e que nos fazem bem? Eis aí a grande questão.

Homens e mulheres são muito diferentes em todos e absolutamente todos os aspectos. Desde a fisiologia óbvia das ‘diferenças anatômicas dos sexos’, até a forma como nossos cérebros se comportam e nossos comportamentos se manifestam. E isso é maravilhoso sob o ponto de vista da complementaridade de nossas experiências na Terra. As mulheres falam muito do quanto querem se sentir entendidas pelos homens. E elas estão certas, sem dúvida alguma. Mas existe o outro lado dessa estória. Frequentemente em meus atendimentos costumo dizer principalmente para as mulheres que atendo, que se elas pudessem manter sua vibração feminina de uma forma saudavelmente equilibrada, mas ao mesmo tempo compreendendo de verdade a forma como a ‘mente masculina’ opera, muito seria alcançado e uma enormidade de problemas seriam resolvidos. É claro que muito foi conquistado no sentido de uma expansão tão necessária do Universo Feminino, mas a que se entender que a “demonização” do homem em nada resolve os abismos já tão presentes em tantos relacionamentos conjugais e amorosos.

Os conceitos filosóficos e metafísicos da Alquimia nos levam a uma percepção mais apurada do quanto somos seres ligados às vibrações não só materiais mas sutis. Nesse sentido os quatro elementos fogo, terra, ar e água, são fundamentais para uma visão diferenciada da maneira como os seres humanos se articulam em suas vidas diárias. Homens são fogo-terra e mulheres são água-ar. E isso faz toda a diferença. Os homens são mais quentes e ativos em sua forma de reagir, e por isso necessitam da temperança das mulheres. Mulheres são mais aquosas e por vezes ‘aéreas’ e por isso necessitam da energia masculina para aterrarem. Os homens são práticos, objetivos, concretos e lidam com as situações dessa mesma forma. As mulheres percebem detalhes, interagem com o todo, ‘flutuam’ por assim dizer em diversas dimensões ao mesmo tempo. Os homens vão necessitar da leveza tipicamente feminina, caso contrário a vida se torna muito árida. As mulheres da concretude tipicamente masculina, caso contrário elas correm o risco de se perderem em meandros e labirintos emocionais que podem levar a um ‘beco sem saída’.

Homens masculinos em sua forma de ser, e sensíveis em sua forma de agir. Mulheres femininas em sua forma de ser, e objetivas em sua forma de realizar. Um casamento alquímico bastante interessante que se integrado adequadamente nos seres, irá promover a tão sonhada ‘ponte entre os sexos’, desenhada nas linhas de um horizonte que vai para além das diferenças. Uma trégua tão necessária de uma batalha que tem sido travada ao longo dos séculos. Homens e mulheres se encontram cansados de tantos conflitos, e mais do que nunca buscam uma parceria, uma complementaridade que traga um equilíbrio possível sim, desde que todos nós possamos reconhecer e honrar as diferenças.

 

6 Responses so far.

  1. Philipe disse:

    Muito legal esse texto Monica! É de enorme importância para a humanidade parar para refletir sobre o assunto “feminino vs masculino”. Com certeza muitos problemas estarias resolvidos, principalmente aos que se referem a família.

    Beijos!

    • Que bom que vc gostou Philipe! Minha intenção é exatamente chamar o foco de atenção das pessoas para o quanto polarizar as coisas só trás mais dificuldades ainda. O “X” da questão é que apesar das diferença,s necessitamos urgentemente nos abrirmos para irmos “ao encontro do outro”. Beijos!

  2. Aline Castro disse:

    Adoro esses assuntos, q envolvem esoterismo e humanidade. Mas acho q as polaridades não são um padrão. Me sinto uma mulher fogo/ar (e sinto meu parceiro fogo/água). É estranho, mas é assim. A gente discute muito (muitas idéias =ar), ele fica ‘sentido’ demais, tem um emocional muito delicado (água). E ambos somos explosivos, e temos muita iniciativa, seja p/ briga, sexo ou reconciliação (fogo)… Talvez não seja um casamento muito adequado dos elementos, né ? Pq a terra mesmo… não aparece muito.
    Abraços e Gratidão pelo texto.

    • Aline querida boa tarde!

      Muito grata por sua mensagem e pela oportunidade que ela me permite de falar um pouco mais sobre a questão dos elementos e sua relação com homens e mulheres. Quando falo de homens serem fogo-terra e mulheres água-ar, isso faz parte dos pressupostos da Alquimia em um sentido vibracional da “performance” dos elementos de uma maneira básica, estruturante e até mesmo espiritual na vida dos seres. O que vc me descreve em termos dos comportamentos seus e de seu marido, me remete com certeza às possíveis peculiaridades existentes nos mapas natais de ambos. Nesse sentido podemos falar de homens com a presença de muita água e ar; e mulheres com a presença de fogo e terra. Mas o que importa mesmo é que cada relacionamento vai trazer possibilidades de crescimento bastante únicas e isso é o mais importante!! Um grande beijo em seu coração!

  3. Grande sabedoria quando olhamos por este prísma as diferenças do homem e da mulher e saibamos respeitar um ao outro procurando sempre o equilíbrio entre os elementos.Esta sim é uma relação equilibrada. Parabéns pelo sábio texto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *