KUNDALINI: A SERPENTE DO PODER, A SERPENTE DE FOGO EM AÇÃO.

kundalini 9Para que e por que estamos encarnados? Qual o real objetivo de estarmos vivenciando experiências na matéria manifesta? Em que se resume essa jornada espiritual na tridimensionalidade? Enquanto seres divinos encarnados no mundo físico, nosso desafio mais permanente, constante e profundo é podermos vivenciar essas duas dimensões ao mesmo tempo e de uma forma absolutamente harmoniosa. Aqui na Terra encontramos uma diversidade de possibilidades para nossa evolução como em nenhum outro local cósmico seria possível. Por essa razão apesar de todas as dificuldades encontradas, estarmos aqui é como recebermos um presente que precisa ser aberto e descoberto em todas as suas nuances, para que possamos desenvolver e expandir nossa consciência de uma forma ilimitada. Esse o objetivo máster a ser trabalhado extensivamente, e que somente pode ser conquistado através de sucessivas encarnações de muito estudo e aprimoramento de nosso veículo físico-espiritual.

A energia Kundalini está associada aos aspectos de expansão de consciência e criatividade no seu sentido mais amplo. Ela se localiza na base da coluna encontrando-se na maioria das pessoas em estado “dormente” como se fosse uma “serpente enrolada”. Seu despertar, aquilo que místicos de tempos ancestrais chamavam (e ainda chamam) de “o despertar da Kundalini”, pode acontecer dentro de condições muito especiais, quando o indivíduo começa a entrar em contato com sua evolução espiritual de uma maneira bem mais focada e consciente.  Quando esse processo acontece, a “serpente de fogo” sobe pela coluna acima, energizando todos os chakras em sua subida, atingindo os centros superiores da consciência ou chakras superiores, trazendo um processo de iluminação que vai expandir a consciência de uma forma bastante impressionante. Em seu movimento através dos chakras, a ‘energia da serpente’ passa pelos canais nervosos “queimando como fogo”, conduzindo uma capacidade energética de tamanha intensidade para cima e para a parte magnética do cérebro, que é preciso que essa preparação seja feita ao longo do tempo e com muitos cuidados, sob a supervisão de um Mestre muito experiente. Ocasionalmente esse despertar pode acontecer de forma espontânea, dentro de condições espirituais conduzidas pelo Sagrado através de nossos guias e mentores espirituais, de forma ainda um tanto ou quanto misteriosas para nosso entendimento.

Quando desperta a Kundalini sobe em direção ao chakra coronário traduzindo uma intensa sensação de paz e transcendência do corpo, permitindo a união entre a Terra e os Céus. Durante seu trajeto ocorre aquilo que podemos denominar de “Iluminação da Consciência” e o indivíduo tem a sensação de Luz Interior. Da mesma forma que toda sensação dolorosa é traduzida enquanto tal no cérebro e não na parte física atingida, da mesma maneira todo o impacto da “subida da Kundalini” é experienciado no cérebro e não nos locais por onde ela passa. Através desse processo que vai abrindo os chakras de uma forma impactante, as mesmas sensações do uso de drogas em seus efeitos iniciais pode ocorrer. No entanto enquanto os efeitos da ingestão dessas substâncias tende a diminuir com o tempo, os efeitos do despertar do “fogo da Kundalini” modificam permanentemente as estruturas celulares do indivíduo, provocando alterações de uma maneira irreversível em seu estado de percepção e de consciência. Por essa razão é extremamente importante que seu despertar se faça de maneira equilibrada e harmoniosa. Quando isso não ocorre, é como se as conexões neuronais sofressem uma descarga de tal ordem que entram em “curto-circuito”, podendo chegar a provocar distúrbios mentais graves. Quando o processo acontece de forma adequada e bastante equilibrada, respeitando os ritmos e limites de cada pessoa, intensos sentimentos de paz e transcendência são atingidos, além de um desabrochar de capacidades psíquicas e criativas como nunca antes imaginadas. Todos aqueles Iniciados que se dedicam de forma séria, comprometida e ética enquanto canais para a Espiritualidade Maior, poderão em algum momento de suas vidas terem esse despertar feito de uma forma natural e espontânea, pois a “serpente adormecida se levanta” quando o indivíduo começa a transitar pelo fogo, terra, ar e águas  do Sagrado. Quando isso acontece vamos experienciar estados tão sublimes de comunhão com nossa natureza espiritual mais profunda, que tudo o que vivemos até então terá valido a pena e fará completamente todo o sentido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *