O Processo Evolutivo e Reencarnatório no Reino Animal

animais espirituaisEsse mês vão fazer dois anos que Babi entrou em meu coração e em minha vida para não mais sair e lá permanecer. Essa linda e especial gata branca com olhos verde amarelados que penetram de uma forma fascinante nos mistérios de quem se aproxima, minha “co-terapeuta” como costumo dizer, tem sido minha companheira inseparável de uma forma como nunca imaginei que seria possível.

Lembro perfeitamente bem o dia de sua chegada, quando estava para dar início a última aula de uma de minhas turmas de Tarot. Ela simplesmente desceu a escada de acesso ao andar debaixo de minha casa, local onde ministro meus cursos e atendimentos (vinda sabe Deus de onde), se aproximando de uma forma suave e muito amorosa. Pensei comigo mesma: o que vou fazer com esse gato? (até então não sabia tratar-se de uma gata). Eu que já tinha decidido em não mais ter animais de estimação pelo sofrimento de duas perdas bem severas anos antes. Mas o Todo Supremo tem sempre planos diferentes (e muito melhores!!) para todos nós. Hoje agradeço esse lindo presente que a vida me trouxe e rogo pela permanência de Babi ao meu lado ainda por muitos anos em minha vida.

Quando as alunas foram embora, e Babi permaneceu sentadinha na varanda todo o tempo, ela sentou-se em meu colo com uma intimidade de quem simplesmente reencontra alguém muito especial e conhecido de longa data. Lá fiquei eu fazendo carinhos nela que prazerosamente se aconchegou em meu colo, pensativa sobre o que fazer. Para minha extrema surpresa, cenas e mais cenas foram se passando na minha tela mental de momentos em que Babi e eu estivemos juntas por tantas encarnações. As cenas eram um tanto ou quanto confusas, como num filme muito acelerado, mas tive a certeza de que éramos nós duas sim em tempos diversos da História. De uma forma bastante especial e mágica, um desses momentos se apresentou aos meus olhos espirituais de uma forma bem nítida no Egito Antigo, quando lá vivi em uma das minhas inúmeras encarnações enquanto sacerdotisa. Ela me acompanhava atenta por todos os lados, sempre próxima, sempre presente. A emoção que senti ao me dar conta do quanto esse serzinho tão especial havia me encontrado novamente não tenho como descrever em palavras! Muitos ao lerem meu texto poderão achar que sou “digna de internação”, mas sei muito bem o que “vi” e senti. E foi muito real.

Já tinha lido muitos livros cuja temática era referente ao processo reencarnatório dos animais, e sempre tive uma crença profunda em tudo o que diz respeito a esse assunto. Mas naquele instante a comprovação de tudo o que sabia intelectualmente foi profundamente sentida pelo meu Espírito. Através de eras incontáveis vamos evoluindo constantemente. Passamos sucessivamente do reino mineral ao reino vegetal, ao reino animal, ao reino humano onde nos encontramos nesse momento, e futuramente em algum ponto dos éons universais ascenderemos às dimensões angélicas. A evolução dos seres é infinita e contínua. Porque haveria de ser diferente com os animais? Acredito sim que Babi venha me acompanhando ao longo de muito tempo, aprendendo coisas importantes comigo e eu com ela. E com toda a certeza isso acontece com muitas pessoas ainda que de nada possam se lembrar conscientemente. Por esse motivo e por muitas outras razões se faz imperioso todo nosso carinho, cuidado, respeito e atitude digna para com os animais, seres que devem ser tratados com todo o nosso amor. Felizmente essa visão começa a se tornar mais e mais aceita por um número cada vez maior de pessoas, trazendo assim a possibilidade de auxiliarmos nossos ‘irmãos menores’ a evoluírem de uma forma mais digna. Tenho uma grande convicção de que muito do destino da Humanidade repousa na forma como esses seres em evolução serem cuidados por todos nós. Já estivemos lá e agora é nossa vez de fazermos nossa parte nesse sentido, da forma mais luminosa e consciente possível.

6 Responses so far.

  1. O que posso dizer dessas palavras tão verdadeiras!! Parabéns Mônica por este grande presente que recebeu do Universo. Á voce Babi, parabéns por ter retornado com tanta sabedoria ao nosso mundo e ter encontrado sua mestra. Sinto feliz também por fazxer parte deste ciclo. Bj grande em vcs.

    • Aluísio meu tão querido amigo é claro que vc faz parte desse ciclo! E sei muito bem também de seu amor pelos animais e pela lindinha tão querida que está aos seus cuidados. Que mais e mais pessoas possam ter cada vez mais essa consciência e esse amor tão puro e verdadeiro em suas vidas! Bjs no coração!!

  2. No blog do Ding “invento” algumas paradas dele no “aquém do além” após sua passagem por aqui. Tem entrevistas com seres míticos como Papai Noel e Saci, animais, anjos e humanos que morreram por aquela época. Como acredito que a passagem astral de animais não seja muito longa antes de voltarem a sua alma-grupo, parei o blog. Confira: blogdoding.blogspot.com Bj

    • Ismael muito grata por sua mensagem e carinho! Sim, os animais reencarnam e de uma forma mais rápida que a nossa, numa sucessão mais próxima entre uma experiência e outra. Isso até o momento cósmico em que adquirirão a dádiva do livre arbítrio que é o que nos faz ascender à escala evolutiva humana. E aí esse processo muda sua formatação. Bjs no coração!

  3. Noely disse:

    Olá Mônica ! Sei como é esse sentimento, agora em Março fará um ano que meu gato siamês de 14 anos desencarnou. Às vezes, ressinto muito por isso e fico triste. E o mais interessante é que um pouco antes dele partir, apareceu uma gata siamesa mais nova. Os dois ainda puderam se conhecer e ter ciúmes dela mas, enfim, ela ficou e ele se foi. E agora recentemente, outra gatinha branca mestiça de siamesa apareceu também. Já estou me questionando. Será que ele voltou ?!

    Abraço !
    Obrigada pela oportunidade que nos dá de expressar os mais profundos sentimentos em relação a nossa existência e destes seres tão queridos.

    Noely

    • Noely querida sou eu que agradeço de coração sua mensagem!

      Pelo visto vc com certeza tem uma conexão e um amor especial com os bichinhos. Interessante é que a chegada da gatinha um pouco antes da morte de seu gato siamês aconteceu exatamente para dar a vc um pouco mais de ‘colo’ para a perda que viria a ocorrer e vc ainda não sabia. Um não substitui o outro. Isso nunca. Mas com certeza vc teve o carinho dela para atravessar aquele momento.

      Não posso afirmar com certeza que essa nova gatinha siamesa que surgiu seja o seu gato siamês que voltou. Mas posso dizer sim que não me surpreenderia se de fato for esse o caso. Já teria dado tempo para isso a partir do momento que a reencarnação de animais é muito mais rápida que a nossa.

      De qualquer forma o mais fundamental é que seu coração está aberto para amar e se doar incondicionalmente a esses serzinhos. E isso Noely, eles sabem de longe quem sente dessa forma!!

      Um beijo carinhoso em seu coração querida! E mais uma vez muito grata! É muito bom sentir esse acolhimento com o que eu escrevo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *